Microsoft SharePoint Server 2010

Lançado no dia 17 de Abril de 2010, o SharePoint Server 2010 é a quarta versão da plataforma colaborativa da Microsoft. De acordo com o relatório da Gartner de Setembro de 2010, o SharePoint Server 2010 coloca a Microsoft na liderança clara do Quadrante Mágico para Portais Horizontais, à frente de todas as outras plataformas concorrentes.

Com mais de 17 mil clientes e 100 milhões de licenças vendidas, o SharePoint Server 2010 está a tornar-se um peça central e crucial nas empresas por todo o mundo, graças à qualidade e diversidade de funcionalidades que oferece, bem como à sua extensibilidade.

As capacidades do SharePoint Server 2010 estão distribuidas por 6 áreas principais:

Sites

Os sites são a base de toda a gestão da informação em SharePoint. Seja um site de equipa para colaboradores, um site de extranet para parceiros, ou um site Internet para clientes, a partilha e a edição de conteúdos é simples e familiar. Algumas das características que contribuem para este facto são:

  • As web parts incluídas com o produto permitem apresentar a informação de inúmeras formas, e podem ser inseridas ou removidas das páginas com apenas alguns cliques;
  • A nova interface baseada na já conhecida Ribbon, introduzida com o Microsoft Office 2007 e melhorada no Microsoft Office 2010, permite o acesso rápido a todas as funcionalidades disponíveis em cada momento;
  • As ferramentas de gestão, os relatórios e a arquitectura escalável do SharePoint tornam a gestão da infraestrutura e a monitorização dos recursos muito mais eficiente;
  • O interface multi-idioma (Multilanguage User Interface) permite ao utilizador interagir com o SharePoint no seu idioma preferido, sem necessidade de desenvolvimentos adicionais ou duplicação de conteúdos;
  • Suporte para os browsers mais comuns como o Firefox ou o Safari, além do Internet Explorer, bem como para o micro-browsers utilizados nos actuais Smart Phones;
  • A integração com as aplicações Microsoft Office e a ligação com as Microsoft Office Web Applications permite a visualização e edição de documentos no browser sem perda de funcionalidade, bem como a colaboração em tempo real sobre o mesmo documento.

Communities

Em SharePoint 2010, as Comunidades oferecem aos utilizadores as ferramentas necessárias para partilhar ideias, encontrar colegas e especialistas, e criar conteúdos sociais. Esta área engloba funcionalidades como:

  • A utilização de blogs, fóruns de discussão e wikis, para partilha de ideias e informação de forma informal;
  • A construção do perfil de cada utilizador, My Profile, com a sua fotografia e informação pessoal e profissional. O SharePoint guarda ainda informação sobre a rede de colegas, a hierarquia da empresa, e sobre as capacidades e especialidades de cada pessoa, para que esta possa ser encontrada através de uma simples pesquisa;
  • A integração com Office Communication Server e Exchange Server;
  • O estado actual permite a cada pessoa indicar o que faz ou pensa em cada momento, tal como o faz no Facebook ou no Twitter, e as funcionalidades de Tags and Notes e Ratings permitem que qualquer conteúdo seja etiquetado, comentado e classificado por qualquer pessoa;
  • A área pessoal, My Content, na qual cada pessoa pode guardar os seus conteúdos privados ou partilhá-los com os seus colegas, e onde poderá também ver as actividades dos seus colegas na rede.

Content

A gestão de conteúdos tornou-se uma prioridade para a maioria das organizações, dada a quantidade de informação que é armazenada e partilhada bem como a velocidade a que esta é gerada. Adicionalmente, a aderência a normas legais pode obrigar a um conjunto de procedimentos rígidos para a gestão da informação, e o acesso rápido à informação é cada vez mais importante. É neste contexto que o SharePoint se apresenta como uma plataforma robusta e escalável para gestão de conteúdos, nomeadamente através de funcionalidades como:

  • Aderência a procedimentos legais, como sejam políticas de retenção, numeração ou auditorias;
  • O reencaminhamento automático de documentos através do Content Organizer;
  • Suporte para taxonomias partilhadas através do Managed Metadata Service, que permitem a indexação e a navegação pelos conteúdos através da sua classificação nessas mesmas taxonomia (Metadata-driven Navigation);
  • Gestão optimizada de conteúdos ricos, como vídeo, audio ou imagem, com suporte para streaming;
  • Gestão e manipulação de documentos Word através dos Word Automation Services.

Composites

Os Composites são uma das novas áreas do SharePoint e permitem a construção rápida de aplicações colaborativas através da configuração e integração de blocos funcionais disponibilizados com o produto. Trata-se de uma forma muito inteligente de possibilitar aos utilizadores finais a construção de aplicações de negócio sem necessidade de intervenção da equipa técnica, mas sem que esta perca o controlo do sistema. Alguns dos blocos funcionais que podem ser utilizados neste contexto são:

  • Os vários modelos de site, como Blogs e Dashboards, os formulários InfoPath, e respectivas customizações que podem ser realizadas directamente na interface web do SharePoint, bem como das várias web parts incluídas no produto;
  • A utilização do SharePoint Designer 2010 permite customizações mais avançadas, incluindo workflows reutilizáveis ou modelos XSL-T para modificar a forma de apresentação da informação;
  • Os Visio Services permitem a geração e partilha de diagramas Visio directamente no SharePoint, com visualização no browser;
  • Os Access Services permitem a publicação de uma base de dados Microsoft Access 2010 e a utilização dos formulários e relatórios da mesma directamente no SharePoint, com visualização no browser;
  • Os Business Connectivity Services (BCS) permitem ligar o SharePoint a informação externa de negócio, apresentando-a sob a forma de listas e possibilitando a sua manipulação e actualização na interface familiar do SharePoint. Adicionalmente, esta tecnologia possibilita a exposição dessa informação no Microsoft Outlook 2010, Microsoft Word 2010 e Microsoft SharePoint Workspace 2010, sem qualquer desenvolvimento à medida.

Insights

A área de Insights no SharePoint 2010 está focada em facilitar a análise de informação estruturada e não estruturada por forma a oferecer uma experiência rica, acessível e amigável de Business Intelligence, através de tecnologias como:

  • Os Excel Services que permitem a manipulação de informação em documentos Excel directamente em SharePoint, expondo-a total ou parcialmente sob a forma de web parts em páginas Web ou através de uma API rica;
  • Os PerformancePoint Services, uma evolução do produto PerformancePoint Server 2007, que permitem a criação de dashboards e scorecards ricos e dinâmicos, com visualização no browser. Possibilita ainda a agregação de informação a partir de múltiplos sistemas para análise de tendências e padrões;
  • As novas Chart Web Parts, que oferecem a possibilidade de criar gráficos utilizando apenas o browser e utilizando informação armazenada em listas e documentos Excel;
  • As Status Indicator Lists permitem criar e gerir KPIs (Key Performance Indicators) para apresentar o desempenho de projectos face aos objectivos.

Search

A pesquisa continua a ser um dos focos principais do SharePoint, ajudando as pessoas a encontrar a informação que precisam de forma personalizada, eficiente e eficaz, agora ainda melhor através de funcionalidades como:

  • O painel de refinamento de pesquisa (Metadata-driven refinement) permite reduzir os resultados através da metainformação;
  • O cálculo da relevância através dos cliques (Click-through relevancy) que favorece os resultados mais clicados para uma determinada pesquisa;
  • Já presente na versão anterior, a pesquisa de pessoas e de especialidade permite encontrar pessoas através da informação no seu perfil. No entanto, na nova versão o SharePoint possibilida a pesquisa fonética e por nickname, levando em conta semelhanças fonéticas;
  • Integração da pesquisa do Windows 7 com os resultados fornecidos pelo SharePoint;
  • A escalabilidade empresarial da pesquisa permite a indexação de até 100 milhões de documentos.

Utilizando o FAST Search for SharePoint passamos a ter disponíveis ainda as funcionalidades avançadas de pesquisa que este oferece:

  • Processamento avançado de conteúdos que possibilita a extracção e a criação de metadados dos documentos para melhor as capacidades de ordenação e refinamento de resultados de pesquisa;
  • Configuração da relevância com múltiplos perfis de ranking para adaptar o cálculo da relevância a cada realidade;
  • Thumbnails e previews que permitem pré-visualizar miniaturas de determinados tipos de conteúdos;
  • Escalabilidade extrema mantendo tempos de resposta abaixo de 1 segundo;
  • Pesquisa contextual permitindo diferenciar os resultados e opções de refinamento consoante o perfil do utilizador ou audiência.

Aplicável numa grande diversidade de cenários, que vão deste Intranets a Extranets passando por sites Internet públicos, o SharePoint Server 2010 é indubitavelmente a plataforma mais ampla, flexível e poderosa existente no mercado, como o demonstra a sua clara liderança.


Para mais informações sobre o Microsoft SharePoint Server 2010:
- Site oficial do Microsoft SharePoint Server 2010

Leia também

 

17.ago.2011

Notícias

Create It reconhecida pela Microsoft como Parceiro do Ano na área de Portals & Collaboration

Ler mais

 

08.jun.2011

Notícias

European SharePoint Conference 2011 com participação da Create It

Ler mais

 

15.jul.2011

Notícias

Create It participa no Microsoft WPC2011, em Los Angeles

Ler mais

 
 

Peça-nos mais informações

Clique aqui
 
 

Inovação

Dedicação

Experiência

 

|create|it|, 2011 © Todos os direitos Reservados

Create IT by